Amigo oculto

Um mês havia passado e nada de noticias, nada de uma resposta.

Me chamo Haley, tenho 20 anos e a exatamente 3 anos me correspondo com um homem, ele se chama Nathan e tem 23 anos. Bom, explicarei como começou o nosso relacionamento, se é que pode ser chamado assim:
Numa tarde de verão chegaram as correspondências em minha casa e como de costume fui ver se tinha alguma pra mim quando percebo um envelope diferente dos demais que me chamou bastante a atenção estava com o endereço da minha residência mas era para uma garota chamada Peyton. Essa garota morou aqui pouco antes de eu vim morar aqui com a minha irmã, como sou um pouco curiosa, eu a lí, era uma carta de adeus, não entendi direito o motivo, mas, a respondi falando que a tal garota não morava mais naquela casa e foi assim que começamos a nos comunicar.
Então, hoje fazem 3 anos que nós trocamos palavras, usei esse termo "trocar palavras" pelo simples fato de que nunca nos telefonamos nem vimos fotos um do outro, acho que esse anonimato faz a relação ficar bem legal.
O dia passou bem rápido e no final da tarde fui olhar a caixa de correspondência com uma pontinha de esperança, sim, a carta dele estava lá, abri imediatamente e comecei a ler com um sorriso estampado no rosto:

Minha Haley,

Desculpe pela demora, mas eu fiz questão de fazer alguns cálculos malucos para essa carta chegar justamente hoje, sabe que dia é hoje não é princesa? Então, hoje fazem três anos que trocamos nossas cartas e que leio tuas lindas palavras, a cada carta um grande sorriso e um coração que bate acelerado. Não, eu não estou me precipitando ao dizer isto, na verdade estou criando coragem pra te falar que eu te amo, nossa, como é bom te falar isto. Confesso que estou bastante curioso pra saber qual será a sua cara ao ler isto. E não se preocupe, eu estou bem e continuo sempre sonhando e pensando em você. Eu te amo minha menina.
Nathan.

Corri para o meu quarto imediatamente, não sabia se sorria ou se chorava. Escrevi uma carta breve, porém cheia de sentimento e fui correndo aos correios, agradeci por ele ainda estar aberto e a enviei.

Uma semana semana passou e finalmente a carta chegou ao outro lado do país...

- Nathan, chegou esta carta pra você meu filho.

Gritou o meu pai!

Peguei a carta que tanto havia esperado, fora uma semana de tortura, á principio achei que ela não responderia, fiquei parado olhando a carta por longos minutos. Deitei em minha cama peguei todas as outras cartas que havia me mandado, rê-li cada uma delas e por fim a que ela tinha me mandado com a resposta.

Querido Nathan,

Ao ler cada palavra sua um sorriso em minha face surgia, meu coração acelerou de uma forma completamente inexplicável e foi nesse momento que descobri que sim, eu também te amo, na verdade eu sempre amei. Eu tinha coragem de te dizer, não disse pois o que mais me dava medo era da sua resposta. Quando poderemos nos encontrar? Quando finalmente conhecerei o meu amigo oculto? Ou melhor, o meu amor oculto? Eu te amo meu Nathan.
Com amor, Haley.

-

Gente, estou divulgando o tumblr do thelovedistance, espero que também gostem.

Beeijos


2 comentários:

piece-of-pixiie disse...

Nossa, que lindo.
Estou visitando seu blog pela primeira vez e amei demais, até coloquei nos meus links.
Beijo, boa semana.

Raphilicious disse...

Oieee!!

Passando pra desejar um FELIZ DIA DO BLOGUEIRO!!

Parabéns pelo trabalho!

Beijos! :*

Postar um comentário